Quer receber mais amor? Conheça os 8 tipos de amor

8 tipos de amor

Quer receber mais amor? Conheça os 8 tipos de amor (segundo a Grécia Antiga)

28 de Maio de 2021

A maioria de nós pensa (e sonha) o amor como um sentimento romântico, arrebatador, que nos faz cair para o lado de tanta paixão e que nos deixa com borboletas no estômago - mas para os Gregos este era apenas um dos tipos de amor.

Pode ser fácil sentir que se está a ficar para trás nisto do amor se não for daqueles casais que se olham romanticamente ou que não deixam a mão um do outro. A nossa sociedade vive tão obcecada pelo amor romântico que o coloca acima de outras relações ou emoções que possamos experimentar, mas não era esta a ideologia da Grécia Antiga.

A nossa ideia de amor é uma construção cultural. Se quiser mais amor na sua vida, amplie a sua compreensão desta emoção e conheça um dos oito tipos de amor que o Felizes.pt lhe apresenta hoje:

1 - Eros (Amor Apaixonado)

Tem como origem o deus grego da fertilidade, Eros, e é o que melhor define o conceito moderno de amor romântico. Eros é o principal, original, poderoso e intenso. É guiado pela luxúria, prazer e paixão - e muitas vezes envolve uma perda de controlo. Por esta razão, os Gregos Antigos não associavam necessariamente este tipo de amor a um amor bom - poderia até ser perigoso, a menos que apoiado por um dos tipos de amor menos superficiais de que vamos falar abaixo.

2 - Ludus (Amor Divertido)

Muitas vezes associado ao Eros, Ludus é um tipo de amor e afeto divertido que se sente durante a fase inicial de uma relação. Ri-se, brinca-se, namora-se. Mas também pode sentir Ludus quando se ri e diverte com amigos, quando dança com estranhos ou quando se envia mensagens online em plataformas como o Felizes.pt. É aquele “nervoso bom” que nos faz sentir jovens e eufóricos.

3 - Philos (Amor Próprio)

“Se eu não gostar de mim, quem gostará?”. Amar-se a si próprio é a base de tudo e, principalmente, a base para amar outras pessoas. Ter orgulho no seu trabalho, cuidar de si próprio e manter uma relação saudável consigo mesmo são algumas das características do Philos. As pessoas com aversão a si mesmas têm, muitas vezes, pouco amor para dar - afinal de contas, não se pode “amar o próximo como a si mesmo” sem que se ame a si mesmo primeiro. Mas esta forma de amor também pode ter um lado negativo: o narcisismo e o egoísmo. Esta ideia grega antiga é definida pela auto-obsessão, vaidade e um foco claro no ganho pessoal.

4 - Mania (Amor Obsessivo)

Um Eros desequilibrado e um Philos que não é saudável podem facilmente fomentar a Mania - ou loucura. Comportamentos de perseguição, co-dependência, ciúmes extremos e violência são todos sinónimos deste tipo de amor. O amor pode ser um “bálsamo” para a auto-estima e os que sofrem de Mania estão desesperados por manter o sentido de valor e pertença que o parceiro desejado proporciona.

5 - Pragma (Amor Comprometido)

Algo que as relações duradouras e saudáveis têm, uma profunda compreensão e harmonia única entre duas pessoas. Enquanto Eros encontra o amor, Pragma dá o amor e a paciência, sendo que a tolerância e o compromisso são dele elementos essenciais.

6 - Storge (Amor Familiar)

Aquele amor natural entre pais e filhos, Storge é um carinho familiar frequentemente associado ao parentesco. Envolve normalmente uma relação desequilibrada onde o fluxo de amor é assimétrico ou até mesmo unilateral. Nascido da familiaridade e dependência, Storge é um amor incondicional - uma força muito poderosa que também pode ser gerada entre amigos, patrões e colegas de trabalho e até entre donos e os seus animais de estimação.

7 - Philia (Amizade Amor)

Philia é o amor entre iguais que partilham boa vontade uns com os outros. Os Gregos Antigos valorizavam este tipo de amor em relação a todos os outros. As características deste profundo sentimento de amizade incluem lealdade, partilha de emoções (boas e más) e um sentimento de sacrifício partilhado. Philia é uma companhia honrada, irrepreensível e íntima que tem o poder de transformar o Eros da luxúria em compreensão espiritual.

8 - Ágape (Amor Compassivo ou Piedoso)

Ágape é um tipo de amor desinteressado e incondicional por todos: vizinhos, estranhos, todos. No plano espiritual, é a forma mais elevada de amor - e a mais escassa na sociedade de hoje. A empatia alimenta o amor Ágape, que é dado livremente sem quaisquer desejos, expectativas ou julgamento.

No Felizes.pt, gostamos de promover o amor, no mais puro e bom dos seus sentidos e gostamos também de o partilhar consigo. Qual o seu tipo de amor ideal? Partilhe connosco!



 
2 Comentários

CLEIDE BIGUINATI
Há 5 dias

SIM ADORO TUDO SOBRE AMOR VERDADEIRO QUERO CONHECER ALGUÉM COMO EU TAMBÉM.

Luci Liboreiro Da Silva
Há 3 dias

Estou feliz Acho que encontrei aqui no felizes o meu grande amor. Já tivemos até nossa primeira briga (discordância)de amor, estou aqui justamente para encontrar alguém bacana, companheiro, amigo,para compartilhar sua vida comigo, e podermos viver nossa velhice juntos, espantando a solidão.

Inserir comentário

Inserir