Encontros dignos de um filme de terror

Encontro que correu mal

Encontros dignos de um filme de terror

31 de Outubro de 2020

Se não tem programa para este Halloween, não se preocupe. Temos histórias de primeiros encontros terríveis que fazem lembrar verdadeiros filmes de terror. Sabemos que no mundo dos encontros tudo pode acontecer - será que nos calha um doce ou uma travessura? Estes casos contam as travessuras que homens e mulheres foram encontrando na sua vida amorosa, as quais poderão causar arrepios ou deixar-nos contentes por estarmos solteiros.

Amor e um crime

A minha pior experiência de dating é um pouco diferente de todas as outras, porque na realidade nunca chegámos a encontrar-nos. Tinha enviado uma mensagem a um rapaz para ver se ele ainda estava disposto a encontrar-se comigo para uma bebida às 20h30, perto de onde vivíamos. Ele enviou-me uma mensagem de volta para pedir desculpa e perguntou se podíamos organizar outro encontro. Sugeriu que nos encontrássemos entre as 7:00 e as 19:00 horas mas eu não conseguia combinar tão cedo durante a semana por causa do trabalho. Por isso ele sugeriu outra data... dentro de 12 semanas. Demorei algum tempo a perceber porque é que ele estava a ser tão específico sobre certas horas, até que admitiu que estava sob uma ordem judicial que tinha acabado de lhe ser dada. Ele tinha uma pulseira electrónica e estava sob recolher obrigatório. Já tinha partido para outra na altura em que ele a tinha removido.
Carla, 33 anos

Insultos, oferecem-se

Tinha encontro marcado com uma rapariga num dia muito quente, por isso combinámos encontrar-nos num parque grande. Não consegui vê-la na área de estacionamento e liguei-lhe para ver onde andava. Ela disse: "Estás a ver aquela gorda a atravessar o parque num top de néon que ela não devia estar a usar? Eu estou no BMW vermelho ao pé dela". Insulto a uma estranha - foi o primeiro motivo de alerta. BMW foi o segundo".
António, 29 anos

Mas temos 10 anos?

Tive um primeiro encontro com um rapaz, chamemos-lhe Pedro, há alguns anos atrás.
Ao início pareceu-me estar bem. Um dia no meio de uma conversa sobre programas de televisão, ele disse que nunca tinha visto o Game of Thrones e eu comecei a tentar explicar-lhe parte do enredo. Obviamente, há muita nudez e algumas cenas bastante explícitas. Eu não queria acreditar, ele ria cada vez que eu dizia a palavra 'sexo'. Como uma criança pequena. "Hi hi hi, tu disseste a palavra 'sexo'!" disse ele, e continuou a dar gargalhadas. Obviamente, não houve um segundo encontro.
Raquel, 24 anos

Demasiada informação

Conheci esta miúda numa festa durante um fim de semana do Pride. Trocámos números e conversámos casualmente por mensagens antes de a convidar para um encontro.
Combinámos um jantar durante o qual ela bebeu uma garrafa inteira de vinho sozinha e ainda só tínhamos comido entradas. Abriu a conversa com a sua experiência num festival de sexo, do qual decidiu mostrar-me fotografias de pessoas a serem sodomizadas, enquanto descrevia com detalhes gráficos a altura em que tinha tido sexo com um homem gay. Disse-lhe que me sentia desconfortável com as imagens e com a conversa. Ela perguntou se eu era de me ofender facilmente. Disse-lhe que não mas que também não me parecia comportamento adequado para um primeiro encontro e fui-me embora. Mais tarde, ela envia-me umas 10 mensagens de seguida, claramente bêbada, a pedir desculpa e a dizer que precisava de avaliar as suas ações. Mandei uma de volta que dizia: "Está bem, diverte-te!"
Ricardo, 31 anos

A bolsa de valores de uma mulher

“Tive um primeiro encontro que estava a correr muito bem… e depois ele perguntou-me com quantas pessoas fui para a cama, quando foi a última vez que tive sexo e como é que isso aconteceu. Perguntei-lhe se isso baixava o meu valor de mercado e, claro, este encontro não deu nada.”
Francisca, 26 anos

Sozinha no festival das piadas infantis

“Conheci-o numa festa de anos de uma amiga e demo-nos logo muito bem. Talvez tivesse sido do álcool mas imediatamente sabíamos que haveria um date. Na semana seguinte ele oferece-me um bilhete para um festival e achei eu que seria esse o nosso primeiro encontro, mas se me enganei… trouxe todos os amigos e amigas atrás! Ainda disse para mim própria que não haveria problema, desde que nos divertíssemos mas ele acabou por não me dar atenção a noite toda e deixou-me completamente sozinha enquanto falava com os amigos. Vi-me forçada a fazer conversa de ocasião com outras pessoas a noite toda, entre os concertos. A certa altura sentámo-nos todos numa esplanada e, gostando de ser o centro das atenções, ele começa a fazer piadas… que envolviam pénis em aspiradores. Quando lhe disse que me ia embora mais cedo, ficou muito surpreendido e revelou que não acreditava que fosse aceitar o convite porque não achava que me pudesse interessar por alguém como ele. Lá nisso ele tinha razão.”
Sofia, 32 anos

Na altura pode ser difícil mas acabamos por ficar com histórias engraçadas para contar aos amigos. Têm alguma que queiram partilhar connosco? Passem pelo nosso Instagram no dia 31 de Outubro e contem-nos tudo! É normal encontrarmos algumas travessuras pelo caminho mas quem não desiste, acaba sempre por encontrar um doce de pessoa. O Felizes.pt está aqui para garantir que um dia de bruxas se pode transformar num conto de fadas.



 
1 Comentário

Maria Silva
Há 3 dias

Kero agradecer aos felizes, pelo amor k encontrei, pois ele é tudo k eu mais keria ??????estamos muito felizes

Inserir comentário

Inserir